programa

em actualização!

Sábado, 10 de Março 

Recepção de boas vindas
Saudação ao Tua
Visita às obras de destruição do Rio Tua e do Património da Humanidade
Preparação do acampamento
(horas decididas no próprio dia)

Domingo, 11 de Março 
10h Caminhada em Foz-Tua
14h30 Visita às aldeias locais
(antes ou depois do jantar) Cine-Tua
18h Assembleia Popular
20h Jantar Popular

 

2ª feira, 12 de Março 
10h Passeio de arte ambiental
14h30 Visita às aldeias locais
20h Jantar Popular

 

3ª feira, 13 de Março
10h Preparação das acções “parar a barragem”
Montagem da instalação Cobertura de Imprensa
14h30 Visitas às aldeias locais
20h Jantar Popular

4ªfeira, 14 de Março, Dia dos Rios
10h Dia Internacional de Acção pelos Rios
12h Cobertura de Imprensa – Inflama Produções
17h Inauguração da Exposição Actua pelo Tua
18h Espaço Fórum
20h Jantar Popular
21h  Início da Vigília Pelo Tua – Pelo Rio, pelo Património, pela Linha

5ªfeira, 15 Março, Dia do Património 
17h30 Leitura de poesia Transmontana e Duriense

18h Espaço Fórum – Património em Alto Risco, com Daniel Deusdado

20h Jantar Popular
21h Exibição de filmes

6ªfeira, 16 de Março, Dia da Energia
10h Visita à melhor laranja do mundo, S. Mamede de Ribatta
18h Espaço Fórum – Energia e Transportes, com Joanaz de Melo
20h Jantar popular

21h “A Tua Festa”

 

Sábado, 17 de Março 
10h Caminhada Foz Tua, com Homenagem aos Sobreiros Abatidos
15h Concentração contra a construção da Barragem EDP em Foz-Tua

21h Exibição de filmes

Domingo, 18 de Março
Assembleia Popular

Exibição de filmes

Comentários
  1. Obrigado pelo convite:As terras foram expropriadas aos seus donos pelo ESTADO,para a linha do Tua,.Logo que os terrenos já não são utilizados para o fim,que foram expropriados,os donos desses terrenos devem ter prioridade em voltar á sua posse,e não a CP vender á EDP,.Que arrancaram 1100 sobreiros o que é proibido por lei.Com este governo de falhados já vale tudo.A linha do Tua á uns 120 anos que serve 34 povoaçoes do interior,e continuaria pelos séculos fora.A barragem assassina,ainda agora começõu já morreram uns quantos operários.A VIDA DUM OPERÀRIO NÃO TEM PREÇO.A barragem é um atentado,ao povo de Trás os Montes,pois não beneficiaria tres ou quatro aldeias,em eletricidade.As linhas de via reduzida caso da linha do Tua,eram ou são ainda PATRIMÒNIO DO ESTADO.Quem foi a entidade neste pais que teve competência para mandar destruir uma linha PATRIMÒNIO DO ESTADO,em beneficio,duma emprresa particular.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s